16/12/2016

DOSSIÊ: HISTÓRIA INDÍGENA, HISTORIOGRAFIA E INDIGENISMO: CONTRIBUIÇÕES, DESAFIOS E PERSPECTIVAS

...
  • DOSSIÊ: HISTÓRIA INDÍGENA, HISTORIOGRAFIA E INDIGENISMO: CONTRIBUIÇÕES, DESAFIOS E PERSPECTIVAS

V. 18, N. 32 (2016)






Apresentação do autor da Página Acervo do Conhecimento Histórico

...
Apresentação do autor da Página Acervo do Conhecimento Histórico





11/12/2016

Curso Online gratuito de Introdução à caligrafia e paleografia em arquivos hispânicos medievais e modernos - pela Universidade Carlos III de Madrid:

...
Curso Online gratuito de Introdução à caligrafia e paleografia em arquivos hispânicos medievais e modernos - pela Universidade Carlos III de Madrid


Você deseja entender o contexto histórico de culturas hispânicas medievais que criaram documentos manuscritos como uma forma de comunicação?

Você está interessado em alcançar algumas habilidades profissionais para ler e escrever caracteres tipográficos históricos?

Como entender e praticar os fundamentos de caligrafia histórica e regras de Paleografia usando técnicas, materiais, ferramentas originais, métodos e princípios?




Tópicos a serem abordados:

- Principios básicos de la práctica caligráfica (reproducción) en combinación con la práctica paleográfica (transcripción).
- Métodos de paleografía para leer y analizar manuscritos medievales y modernos hispanos
- Reglas, factores, materiales, herramientas y principios que intervienen en el desarrollo de los trazos caligráficos en cada época histórica, con ejercicios prácticos
- Morfología y características de cada tipo de letra: desde la visigótica o precarolina hispánica hasta las cursivas del siglo XVIII pasando por todos los ciclos de góticas librarias y documentales

Início: 21 de março de 2017.
Duração: 6 semanas.

Link para maiores informações - https://www.edx.org/course/introduccion-la-caligrafia-y-paleografia-uc3mx-bd-1x#

10/12/2016

Curso Online Gratuito de egiptologia - Universidade Autônoma de Barcelona

...
Curso Online Gratuito de egiptologia - Universidade Autônoma de Barcelona
Para aqueles interessados na história do antigo Egito, este curso será de seu interesse.



Conteúdo do Curso

Semana 1: Orígenes del Antiguo Egipcio
Semana 2: Pirámides
Semana 3: Sinuhé
Semana 4: Hyksos
Semana 5: Amón
Semana 6: Amarna
Semana 7: Ramsés
Semana 8: Rosetta
Semana9: Evaluación final

Link para maiores informações inscrição  -  http://www.estudiarporinternet.info/2016/12/curso-gratis-egiptologia-universidad-barcelona.html?m=1

06/12/2016

O monumento aos Pracinhas (que o Niemeyer não fez)

...
O monumento aos Pracinhas (que o Niemeyer não fez)
*Dulce Rosa Rocque


Em meados de 1976, em Bolonha, Itália, foi realizado um seminário sobre as ditaduras na América Latina. Éramos quatro os representantes do Brasil em tal ocasião: Carlos Nelson Coutinho, Leandro Konder, Ivan Ribeiro e eu, então conhecida como Marzia Cioni.

Em um intervalo das intervenções do primeiro dia, fomos procurados pelo dr. Arnoaldo Berti, advogado italiano herdeiro da propriedade situada em Monte Castelo, a qual hospedou os pracinhas brasileiros durante a Segunda Guerra Mundial. Na sua casa situada naquela montanha dos Apeninos, foi montada a base para as batalhas e ataques aos alemães que se encontravam no entorno.

Praticamente era a frente de batalha dos brasileiros.

Durante sua apresentação a nós quatro e após esse preâmbulo, ele simplesmente nos ofereceu o terreno pertencente à sua família naquele local, para fazermos um monumento para os Pracinhas que tinham ido parar ali, defendendo a Itália dos nazistas. Perguntamos por que não a oferecia à embaixada brasileira e ele respondeu que já o tinha feito e que haviam refutado a proposta.

De fato, disse: “Procurei vocês não somente porque são de esquerda, mas também porque eles não aceitaram, então pensei que ‘se as instituições não aceitam, eu a ofereço ao povo’. Ainda sem crer no que estávamos vivenciando e orgulhosos de tal oferta, ouvimos suas condições: queria que o monumento fosse feito por Oscar Niemeyer e que contivesse a frase “per i brasiliani morti difendendo l’Italia dal fascismo e ai brasiliani che oggi muoiono sotto una dittatura fascista”. Ou seja: Para os brasileiros mortos defendendo a Itália do fascismo e aos brasileiros que hoje morrem sob uma ditadura fascista”.

E isso nos deixou mais emocionados ainda. E foi esta frase a causa da recusa da Embaixada brasileira. Eu fiquei responsável pelo andamento das tratativas com Niemeyer, por meio de Luiz Carlos Prestes, então secretário-geral do Partido Comunista Brasileiro, exilado em Moscou.

Primeiro ato: a tradução da carta que Arnoaldo Berti escreveu para Prestes, na qual, além de oferecer o terreno, contava historias dos Pracinhas. Não demorou muito tempo e Prestes me avisou que já entrara em contato com Niemeyer e que brevemente um enviado seu nos procuraria.

Mais alguns dias se passaram e recebi a visita do companheiro arquiteto responsavel pelas obras de Niemeyer na Argélia, Marcos Jaimovitch, e, juntos com Bertti, partimos para Porreta Terme, na província de Bolonha, onde paramos para tomar um café. Berti aproveitou para nos mostrar onde, uma vez por mês, os brasileiros desciam para ali tomar banho…

Visitamos rapidamente o local e nos juntamos a quem nos acompanharia até Monte Castello. Subimos mais um pouco a montanha e chegamos ao local da casa “dos pracinhas”: Guanella se chamava. Numa área muito acidentada, uma pequena casa típica da montanha dos Apeninos,
sobrepujava um vale, lá embaixo. O arquiteto tinha que ver como era o terreno e mandar a Niemeyer as informações necessárias para que ele pudesse fazer o projeto. E assim foi feito.

Passa mais algum tempo e recebemos a notícia que Niemeyer viria à Europa para inaugurar a sede do Partido Comunista Francês, em Paris, e a sede da Mondadori, na Itália. Aproveitaria a ocasião e viria até Bolonha para visitar Monte Castello. A euforia de Berti e a minha eram indescritíveis. O PCI começava a preparar a recepção para sua chegada, inclusive querendo saber como era a bandeira do Partido Comunista Brasileiro, para mandar confeccionar algumas para dar às crianças que o saudariam. Um carro iria me pegar e levar ao aeroporto. Eu já estava pronta quando chegou a notícia que o avião francês tinha partido sem ele, pois se lembrara, já no aeroporto, que não gostava de viagem aérea.

Foi muito grande nossa decepção e tristeza. Mais um ano se passou. Começávamos a ver o resultado das nossas lutas contra a ditadura. Já no final de 1979, Prestes voltou ao Brasil. Com a derrota da ditadura, eu também pude voltar ao Brasil, depois de dez anos de ausência. Aproveitei a oportunidade e fui visitar Prestes. Entre os temas da conversa, não poderia faltar evidentemente o monumento aos Pracinhas na Itália e ele me confirmou o interesse e disponibilidade de Niemeyer, a respeito do assunto.

Dois anos depois, novamente de férias na Cidade Maravilhosa, fui com Givaldo Siqueira a um seminário no Centro do Rio e encontramos Niemeyer. É logico que abordei o assunto e ele me disse que, para desenhar o monumento, precisava ver melhor o terreno, pois as informações dadas pelo arquiteto não foram suficientes. Além do que, precisava ver as fotografias aéreas, também, pois o terreno parecia ser bem irregular – e de fato o era.

Nós o deixamos, com a certeza de que um desses dias à frente receberíamos o projeto na Itália. Voltei para Bolonha e relatei tudo a Berti, que tomou as providências cabíveis e eu não me preocupei mais com aquilo. Naquela província italiana já existia, além do francês Le Corbusier, uma obra do finlandês Alvar Aalto e outra do japonês Kenzo Tange. Niemeyer iria completar o quarteto dos melhores arquitetos dos anos 70 – outro sonho de Arnoaldo Berti, o herdeiro da Guanella.

Muitos anos depois, já em fevereiro de 1999, foi colocada a pedra fundamental de um monumento aos Pracinhas em Monte Castello. O projeto, porém, era de uma arquiteta brasileira, Mary Vieira. O medo de viajar de avião foi o principal motivo que impediu Niemeyer de realizar a obra.

PS: Décadas depois, tive a satisfação e a alegria de ver o documentário que a minha filha, Ana Marília, dedicou aos brasileiros que lutaram em Monte Castelo. O filme se intitula “O filo brasiliano. A luta contra o fascismo não tem fronteiras”.

05/12/2016

Vídeo - Cursos Livres Marx Engels

...

  •  Cursos Livres Marx Engels
  • Via Tv Boitempo



01/12/2016

Por que na Espanha náo há nenhum museu publico sobre a Guerra Civil?

...
Por que na Espanha não há nenhum museu publico sobre a Guerra Civil?



Vídeo - Os três encontros decisivos de Marx em Paris - José Paulo Netto

...
Os três encontros decisivos de Marx em Paris - José Paulo Netto





Universidades pelo Mundo - Universidade Nova Lisboa

...
Universidades pelo Mundo - Universidade Nova Lisboa 




Texto em Imagens - Leis para Aborto no Mundo

...
Texto em Imagens - Leis para Aborto no Mundo


30/11/2016

Teses - Eternos modernos : uma historia social da arte e da literatura na Amazônia, 1908-1929

...
Curta Acervo do Conhecimento Histórico

Título [Principal]: Eternos modernos : uma historia social da arte e da literatura na Amazônia, 1908-1929 
Autor(es): Aldrin Moura de Figueiredo

Resumo: Entre1908 e 1929, a capital do estado do Pará viveu um períodode enormestransformações em sua vida cultural e política com a emergência de grupos intelectuais que divulgavam uma nova interpretação da realidade brasileira vista agora sob o ângulo amazônico. Da pintura à escrita da história da pátria, passando pela construção das efemérides nacionais relidas sob um prisma moderno, até a elaboração de uma história do tempo presente, os literatos paraenses procuram definir uma outra visão da chamada identidade nacional na qual a Amazônia passava necessariamente a ser uma espécie de epicentro intelectual do país

Idioma: Português
Data de Publicação: 2001
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Sidney Chalhoub
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em História

Link - http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000232425

Artigo - O ÍNDIO COMO METÁFORA: POLÍTICA, MODERNISMO E HISTORIOGRAFIA NA AMAZÔNIA NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XX

...

O ÍNDIO COMO METÁFORA:

POLÍTICA, MODERNISMO E HISTORIOGRAFIA NA AMAZÔNIA NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XX

ALDRIN MOURA DE FIGUEIREDO*

RESUMO
O artigo procura analisar a constituição de uma política indigenista na Amazônia dos anos 20. Tomando como ponto de partida algumas notícias veiculadas na imprensa da época, este trabalho pretende discutir a manipulação das imagens sobre os índios, especialmente aquelas relativas aos Urubu-Kaapor e aos Tembé que, na época estavam em processo de pacificação. Por trás dessas simples notícias estavam as polêmicas sobre o destino dos índios da região, principalmente nos debates entre o etnólogo alemão Curt Nimuendaju e o intelectual paraense Jorge Hurley e que, no fundo, ampliavam-se para uma reflexão política e uma operação historiográfica sobre identidade nacional e o futuro da formação social brasileira.

Link - http://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/viewFile/6543/4742

Domenico Losurdo, Imperialismo e o Comunismo no Mundo (Legendado) 09

...
Domenico Losurdo, Imperialismo e o Comunismo no Mundo (Legendado) 09



Visite nosso Blog - http://achistorico.blogspot.com.br/
Curta nossa página no Facebook - https://www.facebook.com/acervoconhecimentohistorico/
Participe de nosso grupo - https://www.facebook.com/groups/309949075775752/

Confira esse e outros Vídeos em nossa seção de vídeos.


Jose Paulo Neto - A comuna De Paris e a Ditadura do Proletariado

...
Jose Paulo Neto - A comuna De Paris e a Ditadura do Proletariado



29/11/2016

Vídeo - O inconsciente em Nietzsche por Clóvis de Barros Filho

...
O inconsciente em Nietzsche por Clóvis de Barros Filho




Vídeo - Hegel e o Idealismo (Legendado) Domenico Losurdo - 02

...
Hegel e o Idealismo (Legendado) Domenico Losurdo - 02
Entrevista realizada no verão de Julho de 2011 em Urbino, Itália.




28/11/2016

Vídeo - Domenico Losurdo - Lenin o imperialismo e as guerras

...
Domenico Losurdo - Lenin o imperialismo e as guerras



Documentário - Fatos, não. Palavras! Os Direitos Humanos em Cuba

...
Fatos, não. Palavras! Os Direitos Humanos em Cuba


Para quem acha que Cuba é uma ditadura repressora etc e tal, é bom assistir a este documentário. Ao fim, perceber-se-á que na Ilha, sim, é onde prevalece, acima de tudo, o humanismo.

Link youtube - https://www.youtube.com/watch?v=eiWXhanvyY0


Vídeo - O início com Hegel (Legendado) Domenico Losurdo

...
O início com Hegel (Legendado Pt-Br) Domenico Losurdo 01



Charge de Renato Machado.

...
Charge de Renato Machado.


Fidel Castro Em Portugal com José Saramago.

...
Fidel Castro Em Portugal com José Saramago.
18 Outubro 1998


26/11/2016

Fidel - A história não contada, De Estela Bravo - Legendado PtBr

...
Fidel - A história não contada, De Estela Bravo - Legendado Pt-Br


Este documentário oferece uma visão íntima de Fidel Castro, ao longo dos quarenta anos de revolução cubana. Castro é visto em seu lar com a família, visitando o lugar onde morava na infância, assistindo aos shows do Buena Vista Social Club e divertindo-se com o amigo Nelson Mandela.

25/11/2016

Harvard lança página com documentos digitalizados dos julgamentos de Nuremberg

...
Harvard lança de página com documentos  digitalizados dos  julgamentos de Nuremberg




Link para a matéria em espanhol - https://aldia.microjuris.com/2016/11/24/harvard-lanza-pagina-con-documentos-digitalizados-de-los-juicios-de-nuremberg/

Digitalização de Códices Mexicanos que estão em Biblioteca Austriaca

...
Digitalização de Códices Mexicanos que estão em Biblioteca Austriaca que Estará disponível gratuitamente na Internet em 2018, à frente Luz María Mohar



Link para a matéria em Espanhol  - http://www.jornada.unam.mx/2016/11/24/cultura/a03n1cul

Teses - "Gosta dessa baiana?" crioulas e outras baianas nos cartões postais de Lindemann (1880-1920)

...

Título: "Gosta dessa baiana?" crioulas e outras baianas nos cartões postais de Lindemann (1880-1920)
Autor(es): Santos, Isis Freitas dos
Orientador: Albuquerque, Wlamyra Ribeiro de
Palavras-chave: Construção imagética;Autorrepresentação;Fotografia;Mulheres de cor;Bahia;Final do século XIX início do XX.;Mulher;Representação;Negras;Fotografia

Esta pesquisa tem por objetivo investigar o processo de construção da imagem da mulher de
 cor da Bahia em símbolo local nas últimas décadas do século XIX e iniciais do XX. Esta construção
 não se realiza de maneira unilateral e sem conflitos. Tendo como objetos de pesquisa as construções
 imagéticas que falam das identidades destas mulheres e que circularam em postais, fotografias e
 discursos literários, procuro analisar as dinâmicas que envolvem a produção, circulação e leituras
 possíveis destes objetos com o intuito de perceber as dinâmicas sociais que o norteia. Para guiar a
 primeira parte do trabalho trago a trajetória, na Bahia, do fotógrafo Rodolpho Lindemann autor e
 divulgador de duas séries de postais que trazem as mulheres de cor da Bahia como tema; a interação
 entre fotógrafos e modelos nas ruas e nos estúdios de Salvador e as dinâmicas que envolveram a
 autorrepresentação. Por fim procuro discutir esta mesma construção sob o ponto de vista da
 interação entre as classes dominantes de Salvador com as mulheres de cor que trabalhavam em seus
 lares. O lar branco torna-se local de construção de uma memória que acaba por produzir as
 “baianinhas”, símbolo ressignificado de uma cultura local.

Link  - https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18776

Teses - Nas Fileiras do Sigma: os integralistas e a política brasileira na década de 30

...
Título: Nas Fileiras do Sigma: os integralistas e a política brasileira na década de 30

Este trabalho busca analisar as possibilidades existentes no contexto político da década de 1930 e 1940 para a Ação Integralista Brasileira se tornar uma alternativa de poder ao governo Vargas a partir do estudo das ondas repressivas por que passou a AIB,sobretudo na Bahia, nas décadas supracitadas. São eventos locais, mas que trazem em seu bojo questões da política nacional. Ademais, o trabalho analisa a experiência dos integralistas que se mantiveram nas fileiras do sigma, resistindo e enfrentando a repressão desencadeada contra eles.

Título: Nas Fileiras do Sigma: os integralistas e a política brasileira na década de 30
Autor(es): Santos Primo, Jacira Cristina
Orientador: Negro, Antonio Luigi
Palavras-chave: História da Bahia;Brasil República;integralismo;AIB

Link - https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/19195

Tese - Escravidão e liberdade em Fortaleza, Ceará (século XIX) Autor(es): Assunção, Mariana

...


Título: Escravidão e liberdade em Fortaleza, Ceará (século XIX)
Autor(es): Assunção, Mariana Almeida
Orientador: Souza, George Evergton Sales Palavras-chave: Negros;Ceará;Escravidão;Abolição

Buscando romper com análises que enxergam uma elite benevolente que supostamente teria conduzido prematuramente os negros cearenses à abolição da escravidão, esta tese evidencia as lutas empreendidas pelos escravos para alcançar a liberdade, ainda durante o cativeiro. Foram utilizadas diversificadas fontes históricas para reconstituir perfis e trajetórias de senhores, escravos e libertos que vivenciaram o cotidiano da escravidão em Fortaleza ao longo do século XIX. As experiências destes agentes sociais estiveram relacionadas às transformações ocorridas no Ceará, como o fechamento do tráfico transatlântico de escravos em 1850; o intenso fluxo de escravos deslocados através do tráfico interprovincial, especialmente nos momentos de secas; a guerra do Paraguai que movimentou o comércio de alforrias na província mediante manumissões; e, por fim, a promulgação da lei do Ventre Livre de 1871, que permitiu um maior alcance da liberdade pelos cativos através do pecúlio, redefinindo e moldando as tensas relações sociais tecidas entre senhores e escravos.

 Link - https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13690

Revisra - Os arquivos na era digital

...


"Os arquivos na era digital" foi lançada no Arquivo Nacional e já está no site da Revista Acervo!!!
Acessem pelo link: http://revista.arquivonacional.gov.br/index.php/revistaacervo/issue/view/51

23/11/2016

Vídeos - Aulas da disciplina Pedagogia Histórico-Crítica e a Escola Pública oferecida pelo Programa de Pós-graduação em Educação da FE-UNICAMP

...
[Pedagogia Histórico-Crítica e Escola Pública]





→ Aulas da disciplina Pedagogia Histórico-Crítica e a Escola Pública oferecida pelo Programa de Pós-graduação em Educação da FE-UNICAMP sob a responsabilidade do professor José Claudinei Lombardi.

A importância de entender os mitos. Enrique-Dussel - Em espanhol

...
A importância de entender os mitos. Enrique-Dussel - Em espanhol


21/11/2016

Vídeo - Gandhi pacifista ou anticolonialista ? Domênico Losurdo - Em Italiano

...
Vídeo - Gandhi pacifista ou anticolonialista ? Domênico Losurdo - Em Italiano

Domenico Losurdo é um filósofo marxista italiano que leciona na Universidade de Urbino, na Itália. Estudou em Tubinga e em Urbino.



20/11/2016

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações - UFPA

...

BDTD - Biblioteca Digital de Teses e Dissertações - UFPA


Conheça o acervo Multimídia da Universidade Federal do Pará

...

Vídeo - Educação, Modernidade e Pós-Modernidade - Newton Duarte

...
Educação, Modernidade e Pós-Modernidade - Newton Duarte




Vídeo - O Marquês de Pombal - História

...
O Marquês de Pombal - História



O Tratado de Tordesilhas -1494 A Divisão do Mundo

...
O Tratado de Tordesilhas -1494 A Divisão do Mundo




19/11/2016

Uma introdução a Nietzsche, por Clóvis de Barros Filho

...
Uma introdução a Nietzsche, por Clóvis de Barros Filho



Aula introdutória de Nietzsche, por Clóvis de Barros Filho. Aqui, o professor da Escola Comunicação e Artes da USP desvenda os conceitos de "potência", "forças reativas", "forças ativas", "democracia", "igualdade" entre outros termos de significação na filosofia nietzschiana.


Vídeo - Paulo Freire comenta proposta de Fernando Henrique Cardoso para avaliação de professores em 1994

...
Via - Intelectuais do Brasil



Em 1994, o recém-eleito FHC havia proposto, durante sua campanha presidencial, um teste para avaliar a educação nas escolas públicas. O objetivo era constatar que o problema da educação era a má qualidade do ensino e incompetência dos professores. Vejam a resposta do prof. Paulo Freire.


Vídeo - Café Filosófico: A Sociologia de Weber - Gabriel Cohn

...
Café Filosófico: A Sociologia de Weber - Gabriel Cohn


Gabriel Cohn levanta questões a respeito de Max Weber, uma figura que de fato marcou o século XX, considerado uma referência como autor no que diz respeito ao pensamento na área de ciências sociais. Gabriel Cohn trata do pensamento de Max Weber a respeito das linhas de força, ações e agentes dessas ações dentro da teia de relações que é a sociedade.

Gabriel Cohn: sociólogo e professor titular da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, atua na área de Teoria Política Contemporânea e Clássica. É autor dos livros: Sociologia da Comunicação ヨ Teoria e Ideologia e Crítica e Resignação ヨ Fundamentos da Sociologia de Max Weber


Sudão, As Rainhas Negras da Núbia - Documentário em Espanhol

...
Sudão, As Rainhas Negras da Núbia - Documentário em Espanhol



18/11/2016

Damas e Cavalheiros: O Amor Cortes na Idade Média - Documentário

...
Damas e Cavalheiros: O Amor Cortes na Idade Média - Documentário em Espanhol


Dissertação - A construção poética da cidade : representações de São Paulo na literatura de Oswald de Andrade, 1900-1930

...

A construção poetica da cidade : representações de São Paulo na literatura de Oswald de Andrade, 1900-1930 
Autor(es): Renato Aloizio de Oliveira Gimenes 

Idioma: Português
Data de Publicação: 1997
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Luzia Margareth Rago
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em História

Link - http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000115147

Artigos - Tendências do pensamento brasileiro Octavio Ianni

...

Tendências do pensamento brasileiro
Octavio Ianni
Professor do Departamento de Sociologia do IFCH - UNICAMP

RESUMO

Ao longo da história do Brasil, intérpretes brasileiros e estrangeiros interrogam continuamente a sociedade nacional, construindo e reconstruindoproblemas históricos e teóricos. Apesar da diversidade das análises, é possível ordená-las segundo orientações, linhagens ou "famílias" de intelectuais delineando, assim, temas e perspectivas de futuro que se revelam recorrentes na história das interpretações sobre cultura, sociedade, economia e política no Brasil. Finalmente, considerado de uma perspectiva ampla, o diversificado conjunto de interpretações pode ser visto como uma complexa narrativa ficcional que combina a busca de esclarecimento e a criação de significados.

Palavras-chave: Brasil, pensamento social, cultura, política.

Link - http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702000000200006

Artigo - imagens do Brasil, Renato Ortiz

...

Imagens do Brasil
Renato Ortiz
Departamento de Sociologia/Unicamp. rortiz@terra.com. br

RESUMO

"Retratos do Brasil", "interpretação do Brasil", "pensamento brasileiro", "teoria do Brasil", todos esses termos remetem a uma unidade fundamental: um determinado país. Existe uma longa tradição que se dedica à sua compreensão, à sua decodificação; de fato, há inclusive um plêiade de autores que fazem parte deste panteão (Rocha Pita, Varnhagen, Sílvio Romero, Nina Rodrigues, Euclydes da Cunha, Sérgio Buarque de Holanda, Gilberto Freyre, Cai Prado Jr., Darcy Ribeiro, apenas para citar alguns deles). Todo debate sobre identidade nacional pressupõe algumas categorias de análise, sendo nação e cultura duas dentre as mais importantes. O presente artigo pretende abordar qual o sentido deste debate no mundo contemporâneo. Em que medida as transformações ocorridas nas últimas décadas incidem sobre a imagem que temos de nós mesmos, isto é, as representações simbólicas construídas em torno da tradição brasiliana são impactadas por tais eventos? Qual o seu legado intelectual?

Link - http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300008

Dissertação - O nascimento de uma nação : Varnhagen e a construção do conhecimento historico e da identidade nacional

...


O nascimento de uma nação : Varnhagen e a construção do conhecimento historico e da identidade nacional

Autor(es): Kelly Carvalho
Titulação: Mestre em Historia

Resumo: Dissertação de Mestrado em História Social do Trabalho que analisa o pensamento historiográfico e o ideal de Nação elaborado pelo historiador Francisco Adolpho de Varnhagen, durante o período compreendido entre 1839 a 1857. A leitura desse nosso trabalho evidencia a busca de analisar Varnhagen tentando resgatar os interlocutores do autor, os debates que endossava ou repelia, os motivos pelos quais aceitava ou não um detenninado argumento, as variantes do seu pensamento, tentando conhecer e estabelecer relações entre o seu pensamento historiográfico com o "secullo oscillatorio" no qual viveu e para o qual escreveu

Idioma: Português
Data de Publicação: 2002
Local de Publicação: Campinas, SP
Orientador: Edgar Salvadori De Decca
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Nível: Dissertação (mestrado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em História

Link -
http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000240623

Vídeo - Dominação de classe e hegemonia burguesa, a partir de Marx

...
Dominação de classe e hegemonia burguesa, a partir de Marx
Profº Clóvis de Barros Filho explicando o conceito de Ideologia, dominação de classe e hegemonia burguesa, a partir de Marx.



Grandes Mulheres da Idade Média - Documentário em Espanhol

...
Grandes Mulheres da Idade Média - Documentário em Espanhol



Vídeo - Nietzsche e a Filosofia do Martelo por Clóvis de Barros Filho

...
Nietzsche e a Filosofia do Martelo por Clóvis de Barros Filho



O Mundo Secreto das Rainhas do Nilo - Documentário em Espanhol

...
O Mundo Secreto das Rainhas do Nilo - Documentário em Espanhol



A conquista Espanhola da América - Documentário em Espanhol

...
A conquista Espanhola da América - Documentário em Espanhol



 "Na idade média, o homem reza antes de sair de casa, hoje ele lê o jornal"   O último discurso de Martin Luther King,   Inauguração do Metrô de Mescou, 1935 
 José William Vesentini esclarece os principais conceitos de Geografia.  Plebe Rude - Até Quando Esperar (Ao Vivo , 1986) Eduardo Sergio de Almeida, presidente do (TRT) da Paraíba

Mais Vídeos AcervoPlay

Públicidade